da liberdade… sonhada

 

vim do lado de lá
da liberdade

nos meus verdes anos
debruados de sonhos,
fui tecendo, qual manto de esperança
enleado em promessas de verdade,
veste finíssima, leve e prazenteira,
de madrugar,
vida fora,
vida adentro!

vi guerras e prisões,
censura, perseguições,
pobreza e ignorância,
exploração.


ouvi gritos abafados:
poemas e canções,
livros e jornais,
contestação,
conspirações,
levantamentos
… mais prisões!

até que essa madrugada,
nova e airosa,
enfim, chegou: bela mas inquieta,
de ideais vestida,
abriu janelas, corações.


peitos ao vento, asas voando,
céu aberto,
cravos nas espingardas, caladas,
foi libertação!

em pleno abril,
anunciada,
primavera verdadeira,
floresceu!

 

 

ABRIL, SEMPRE! VIVA A LIBERDADE!

Fotos: Google Imagens
Anúncios

23 responses to “da liberdade… sonhada

  1. Caro Quicas,que poeta brilhante sois vós!Tardei para chegar, mas cheguei e por aqui fico.Aprecio muito o dom dos poetas, como brincam e criam com as palavras.Lindo blog,Abracao.Barreto

Agora que "me" leu, se não for pedir demais, queira deixar algum "reflexo" da leitura! Obrigado E... volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s