incandescências


Eis o que eu aprendi

nesses vales
onde se afundam os poentes:
afinal, tudo são luzes
e a gente se acende é nos outros.

A vida é um fogo,
nós somos suas breves incandescências.
in
“Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra”, de Mia Couto



Foto: Google Imagens
__
Anúncios

28 responses to “incandescências

  1. Quicas querido…"e a gente se acende é nos outros".Você é luz.BjFátima Guerra(veja o que está no meu blog, e diga se não tenho razão)

  2. Querido QuicasVoltei para lhe agradecer, embora eu não precise de motivos para vir aqui, além do prazer de colher as estrelas que nascem da sua sensibilidade, brilhos que vc nos empresta, e que eu penduro no céu do meu caminho.Beijo, carinho e admiração,Fátima Guerra

  3. Boa noite meu querido.Vim lhe dizer q ñ existe coisa melhor do q ter pessoas q nos iluminam vc é uma delas amado.Parabéns pela postagem e muito obrigado pelo seu carinho.Beijokas mil.

  4. Estarei ausente para visitas nesse fim de semana, estou com muitas encomendas pra entregar na primeira semana de junho, não estou tendo tempo, estou postando e qdo dá faça algumas visitas, logo tudo se normaliza, não se esqueça de mim.beijooo.COntineum votando!

Agora que "me" leu, se não for pedir demais, queira deixar algum "reflexo" da leitura! Obrigado E... volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s