Encontro

Na tua saia de pregas
Azul, de linho tecida,
Entrevi todo o encanto,
Que teus cabelos, um dia,
Me desvelaram, no espanto
De um olhar de céu aberto
Ah, doce e terna magia,
Que à noite escura alumia!

Tua blusa branca, suave
Da seda que à pele vestia
Nunca esconderia a graça
Do leve andar e a beleza
Do sorriso que teu rosto,
Iluminado de sonhos,
De amor, sol e fantasia
Aos meus olhos prometia!

Do verde, o brilho roubavas
Me enchendo o peito de esperança.
À lua, a vida ensinavas
E, até mesmo à Primavera,
Seus botões abrindo em flores
Nos jardins, incendiados
Por teu olhar e calor,
Renovavas o fulgor!

Poderia ter morrido
Ali mesmo nesse dia
Certo que a vida, entretanto,
Nada mais podia dar-me
Tal que de ti me esquecesse!
Te encontrei e, feito escravo
De teu amor, na verdade
Renasci, que felicidade!

Foto minha: “Lu”, editada.
Anúncios

23 responses to “Encontro

  1. Meu querido amigo

    Hoje passando para oferecer o meu selinho de 2 anos de blogue, feito com o carinho das vossas palavras e com a amizade dos vossos comentários, que me enchem o coração de calor.

    Beijinhos
    Rosa

  2. Comentários deixado no Facebook (Notas de Joaquim do Carmo)
    (https://www.facebook.com/profile.php?id=100001233080629&sk=notes):

    Patrícia Rocha (http://www.mundobrasileirissima.blogspot.com/)
    Mágico Querido Quicas! Mágico…
    4/9 às 20:14

    Sandra Botelho :
    Belíssimo…Um valsar de palavras, pelas mãos do poeta.
    4/9 às 20:18

    Laura Vieira (http://resteadesol.blogspot.com/):
    (…) É linda, é ternamente verdadeira e há-de durar por toda a vida… Beijinho aos dois. Laura
    4/9 às 20:53
    Felizes daqueles que encontram o amor na pessoa certa, só quem sabe o que é viver assim… (…) beijinho da Laura
    4/9 às 22:37

    Maria Elisa Ribeiro (http://lusibero.blogspot.com/):
    Poema de AMOR… 4 letras vezes 2… Para o amor se viver, como o descreves, em OITAVAS, são precisos dois… A mensagem, só por si, irradia esse estado de amor perene e fecundo, na dádiva, que o teu poema espelha! É claro que aludes aos percalços da caminhada… é claro que há dúvidas pelo périplo emocional…mas, no fim, irradias a felicidade da companheira certa…Beijinhos, Joaquim do Carmo!
    4/9 às 22:08

    Marilu Rodrigues (http://devaneios-marilu.blogspot.com/)
    Lindo poeta, suave, doce como uma dança…. beijos
    4/9 às 22:42

    Paula Marques
    Muito bonito, passei no face da Marilu Rodrigues (minha tia) e me encantei, amo poesia, acorda nossos mundos adormecidos. Parabéns!
    5/9 às 0:44

    Joana Carmo (http://lostefound.wordpress.com/)
    Palavras que me levam ao som do vento, flutuando com o embalar que me criou… ^^ adoro 🙂 ♥
    5/9 às 2:15

    Rita Oliveira Do Carmo (http://www.wix.com/colourstories/go)
    ‎”Hmmm… Interessante!…” Pai maravilhoso, né cara?
    5/9 às 14:52

Agora que "me" leu, se não for pedir demais, queira deixar algum "reflexo" da leitura! Obrigado E... volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s